Homem é tudo igual?

Ronaldo e os travestis

- Homem é tudo igual, pode estar com a mulher mais gostosa do mundo e mesmo assim vai procurar as putas! – exclamou, raivosa, uma das minhas esposas, diante da televisão. E assim, do nada, instalou-se aqui na minha cama uma polêmica ao estilo das tias do Mauro Rasi. Considerando, é claro, que, se fizessem uma peça da minha vida, nenhuma das minhas mulheres seria encenada pela Berta Loran.

- Olha só – disse outra – se o Ronaldo assumir que é viciado em cocaína vai ganhar a simpatia do povo, quem sabe até capa da Revista Época como lição de vida. Agora, se falar que curte um travesti de vez em quando, nunca mais vai botar o pé pra fora da Ilha de Caras, que é pra não levar ovada. Acho que é tudo despeito dos homens, inveja porque o cara era pegador, olho gordo pra cima do gordo…

- Gente, gente, ele podia estar matando, roubando, comendo a Daniela Cicarelli numa praia infestada de paparazzi, mas não, ele só resolveu brincar de casinha de bonecas, o que todo mundo tem a ver com a história?

- Já já lançam o filme do Alexandre Frota com essas travecas…

Eu cofiava os pêlos do meu umbigo, meditando em meio a polêmica. Não falei nada, parte porque sou lento de raciocínio, parte porque muito me diverte assistir mulher argumentando em discussão baixo nível. Poucas expressões são mais engraçadas do que “homem é tudo igual mesmo”, especialmente se dito pelas mulheres que amamos. E assim, de repente, calaram-se todas. Até a minha gatinha Adele parou de ronronar, em suspense, esperando o que eu poderia responder.

Pensei, a princípio, que tudo no universo obedece uma lógica. O que é o tempo senão um “estrito espaço numerado que o sol e a chuva vão delindo”? Um número depois do outro, do começo até o fim dos dias, numa longa sucessão de conseqüências. Eu não sou de religiosidades nem de superstições, mas acredito na máxima do aqui se faz, aqui se paga, se me permitem o trocadilho.

Tive uma das minhas epifanias semanais. Ronaldo seria um instrumento para que uma poderosa nação emergisse às alturas da glória. O profeta Isaías Tinoco predisse algo assim, há três mil anos atrás. Concluí: o Senhor exigiu o holocausto de duas ou três pregas para que o título carioca fosse conquistado. Se Ronaldo sabia ou não do esquema, não é problema meu nem do Senhor. E assim foi feito, no terceiro gol do Obina, o do título, é possível observar um sombreado esquisito ali ao fundo da imagem. Parece um borrão, um reflexo na lente do fotógrafo, mas não – é o Espírito da Prega comemorando com o Anjo Negro da Gávea.

Mas esse instante de iluminação me veio depois do fatídico jogo contra o América. Claro, para a Libertadores, o pagamento ao Senhor não fora realizado por Ronaldo, então exilado, triste e solitário, em sua praia particular em Angra dos Reis. Tarde demais para salvar o torneio continental…

E agora? Se Ronaldo não pode dar a sua cota de sacrifício, quem o fará? “Homem é tudo igual… homem é tudo igual…” nada disso, minhas pregas torcem pelo Adamastor Goldman Futebol Clube. Não tenho vocação para aquele tipo de martírio. Há de aparecer outro que cumprirá as escrituras e, quando cumprir, o Fantástico estará a postos para noticiar.

Pensei nisso tudo nos poucos minutos silenciosos com as minhas esposas. Elas ainda aguardavam alguma resposta. Suspirei profundamente, e proferi:

- Meninas, tragam-me uma cerveja gelada, o campeonato brasileiro está começando e hoje tem jogo do Mengão pra assistir…

* * *

A foto acima é de uma obra realizada por um artista plástico italiano, em exposição em Nápoles. A primeira coisa que me chamou a atenção foi o uniforme do Ronaldo. Enquanto recebemos toneladas de e-mails sacaneando o rubro-negro mais querido do Brasil, é possível perceber que o senso de humor italiano também não perde a mesma piada clubística. Coincidentemente, lá é com o rubro-negro mais querido da Itália.

A segunda característica interessante está nos uniformes dos travestis. Basta colocar o verde-amarelo básico e… ecce prostituti! As manequins prescindem de legendas, falam por si.

E aí as pessoas me tacham de preconceituoso, quando chamo de putas as meninas de shortinho e top verde-amarelos que indefectivelmente aparecem nas arquibancadas ao lado dos gringos, nas transmissões de Copa do Mundo. Não, eu não sou preconceituoso, eu só acho que a transmissão internacional, quando mostra as meninas sambando em deliciosos trajes sumários, está nos dizendo: “olha aí galera, são las putas brasilenhas! Brasil, o país do samba, do futebol e das putas baratas! Partiu pra lá!” Eu só traduzo a cena no bom e velho e grosso idioma luso.

(Não que o Brasil não seja o país do samba, do futebol e das putas baratas. Nós somos. Mas precisamos entender que o turismo sexual é muito ruim para todos, pois inflaciona o mercado interno…)

Por conseguinte, a boa forma das travestis, femininas e gostosas, eu reputo a esse estereótipo de perva torcedora do Brasil em Copa do Mundo. O artista apenas reproduz o nosso cartão postal, ainda que a realidade do caso Ronaldo não corresponda à sua representação.

Finalmente, a intrigante magreza do Fenômeno. Sem desculpas. A boa forma do Ronaldo deve ser justificada por alguma tara do escultor. Só pode ser isso. Afinal, no mundo maravilhoso das artes plásticas, todos os homens são iguais…

Comments (9)

  1. Nordestina wrote::

    Realmente os homens não são todos iguais. Há uns que conseguem ser mais depravados que os outros. Uns gostam da fruta, outros do caroço da fruta. O que há de errado? Quanto ao Ronaldo, quem se importa se ele come travecos ou não? Não acredito que esse caso seja o primeiro, e também não será o derradeiro. Cada um come o que lhe dá prazer e pelo que tenho visto, sua vida sexual não interfere em nada na profissional, então, fijamos que acreditamos que não aconteceu nada naquele motel e deixemos o Gordinho feliz de uma vez por todas.

    Monday, May 12, 2008 at 17:25 #
  2. É como eu digo sempre.

    Cada um na sua e ninguém na minha.

    A propósito, são em ocasiões como essa que eu lamento que o Bussunda não esteja vivo pra sacanear.

    Tuesday, May 13, 2008 at 22:04 #
  3. Andre Blak wrote::

    Particularmente achei as bonequinhas lá de cima bem gostosinhas. Bem melhores do que as originais (ou seriam paraguaias?)…

    Friday, May 16, 2008 at 09:01 #
  4. mister n wrote::

    Surpreendente que o fato de ronaldo gostar de rola gere tão poucos compentários. Vai ver é normal gostar de pau ao menos pros homens que vêem aqui. Bando de boiola viu?

    Saturday, May 17, 2008 at 19:52 #
  5. O louco dos gatos wrote::

    Surpreendente é o fato de você ter sido o único a ter focado o assunto em pau.

    Monday, May 19, 2008 at 09:34 #
  6. Abgail Marroné wrote::

    Bom, no quesito pau no cu minha opinião é de que os órgãos são do “pobre” do Ronaldo e o que ele fez, ou faz, de 5 às 9 da manhã no motel com “aqueles meninas” não é problema meu.
    Por outro lado não gostaria de estar na pele do presidente da Nike. Afinal, agora ficou bem claro pra todo mundo que tênis NIKE É COISA DE VIADO!

    Monday, May 19, 2008 at 12:22 #
  7. Travesti wrote::

    Também não entendo o porquê desse silêncio quando se fala de pau, pra ser mais preciso, de homem manuseando pau. Não há nada mais gostoso no mundo, é mania mundial, mulheres, travestis e homens adoram pau. Pau de dia, pau de noite, pau dentro e pau mais dentro ainda.
    Ronaldinho que o diga, ele sabe o que é bom, pegou três ao mesmo tempo, deve ter sido mais cansativo do que treinar somente com bolas.
    Falar em pau me deixou excitado, sou ativo e passivo, dependendo da ocasião, alguém se habilita?

    Tuesday, May 20, 2008 at 17:04 #
  8. Los gatos son muy frágiles a las sustancias tóxicas del tabaco, y no solo por la
    gran cantidad de tiempo que pasan en casa. Los hábitos de limpieza en felinos,
    el progresivo acicalamiento, todavía aumenta estos peligros”, agregan estos especialistas. .

    Friday, September 5, 2014 at 03:20 #
  9. masajistas en wrote::

    Es una técnica de masoterapia que se engloba en el campo de la fisioterapia y en las técnicas de masaje terapéutico Peeling y
    masaje.

    Saturday, October 4, 2014 at 15:32 #