Dossiê Rê Bordosa

rebordosa

 

Meu presente de natal. Ela, a única, a musa bukowskiana da minha adolescência espinhenta Rê Bordosa, em stop motion para altinhos. Viva a ídala dos tempos em que Chiclete com Banana era arte de vanguarda e não essa tosqueira baiana feita pra embalar beijo na boca nos carnavais soteropolitanos. Amém Angeli, amém Laerte. Rê Bordosa is not dead! Sem mais delongas, DOSSIÊ RÊ BORDOSA (2008, direção de César Cabral) em 2 capítulos.